13 de junho de 2013

Como Funcionam as Impressoras a Laser

atualizado em 13 de junho de 2013 às 18:24

Dicas, Impressora Sem comentários

A tecnologia, com seus resultados cada vez mais surpreendentes, trouxe consigo também a impressão a laser, um longo processo que se usa de energia eletrostática e dá procedimento a impressões e gravações diretas em papel.

como-impressora-laser-funciona componentes-impressora-laser

Antes de puxar o papel para o interior da impressora a impressão laser já foi iniciada. Isto ocorre porque quando a impressora recebe a informação da imagem a ser impressa armazena esta em sua memória ou HD para então gerar a imagem que irá ser reproduzida no papel.

Neste processo a máquina já avalia quais cores primárias de suas quatro opções, respectivamente CMYK – Cian, Magenta, Yellow e Black, serão utilizadas em cada uma das partes da impressão, além de processar também quais partes ficarão brancas, já que a impressora não produz essa cor. A parte branca de uma imagem ou impressão é ausência de cor, sendo o próprio papel.

Internamente, a impressora carrega e processa a impressão através de um dispositivo chamado de “fio de corona” (um cilindro fotorreceptor com carga de energia eletrostática positiva). Logo em seguida o laser da impressora começa a atuar — isso sem sequer ter puxado o papel ainda. O laser irá descarregar certas partes do cilindro, para que a figura ou texto que será impresso fique marcado neste.

Repare que até esta fase não temos nada de tinta e impressão, apenas uma imagem eletrostática gerada. Há ainda algumas impressoras que trabalham com carga negativa no cilindro, dependendo do modelo e fabricante.

Agora o toner inicia sua função neste processo, aplicando no cilindro sua película de pó. Este pó que está com carga positiva, será inserido nas partes em que o laser retirou a energia eletrostática, e não irá fixar-se nas partes com cargas positivas, como na lei da elétrica que afirma que cargas opostas se atraem.

Repare que ainda estamos no processo de gravação do cilindro, mais precisamente na primeira etapa de aplicação de toner. O próximo passo é puxar o papel e este passará por um dispositivo que lhe dará carga negativa e na sequência pelo cilindro que irá gravá-lo.

Exercendo sua função, o cilindro começa então a rolar sobre o papel passando o pó de toner para este. Logo em seguida, ao mesmo tempo em que o processo é feito no papel e este vai percorrendo o caminho para sair no fusor da máquina e posteriormente ir para a bandeja, o processo lá no começo começa a ser finalizado para receber uma próxima folha de papel ou ser finalizado definitivamente, tendo sua carga de energia descarregada.

O processo é finalizado no fusor, que é a etapa que grava o toner em pó no papel. Ele aquece o papel e queima a tinta, gravando-a. Olhando a rapidez pela qual uma impressão laser sai, nem era possível imaginar que fosse um processo tão complexo com várias etapas.

Muito interessante o processo de impressão de uma impressora a laser, não é mesmo!? Gostou desse artigo? Não deixe de comentar e compartilhar!

Confira abaixo, artigos relacionados:

Fonte das Imagens: HSW

Autor: Marcelo Silva

Conteúdo Relacionados

Comentários (0)

postar comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Produtos em destaque

Assine nossa newsletter

Receba novidades e promoções do nosso blog em seu e-mail.

Categorias