30 de novembro de 2017

3 boas práticas para melhorar o desempenho do PC com Windows 10

atualizado em 30 de novembro de 2017 às 16:14

Dicas Sem comentários

Realizar manutenção em computadores é prática que precisa ser comum entre os usuários. Seja no ambiente de trabalho, seja no uso doméstico, quem utiliza computadores que operam com o Windows, acabam por recorrer a algumas soluções no intuito de tornar o funcionamento adequado. 

Isso acontece porque o próprio sistema operacional da Microsoft possui medidas de segurança (ou controversas mesmo) que acabam por comprometer o desempenho da máquina. As situações resultantes disso podem gerar a impressão de que o computador esteja com o funcionamento inadequado, ou até mesmo com um problemas mais sérios, mas a verdade é que uma boa manutenção pode resolver a questão. 

Melhorando o desempenho do PC: disco 100% cheio 

Assim como todo sistema operacional, o Windows 10 possui alguns problemas de desempenho e funcionamento. Um dos mais famosos é o problema do disco 100% cheio. Este bug faz com que a utilização da unidade física do computador seja comprometida em sua totalidade, podendo gerar problemas de desempenho que surgem para o usuário causando: lentidão, sistema silenciado (não reproduz nenhum som, independentemente da configuração de volume) e também atrasos de comando, causando a conhecida sensação de “engasgo” no sistema. 

Para corrigir isso, três ações podem corrigir o problema: 

  1. Exclusão dos arquivos temporários: na caixa de pesquisa ao lado do iniciar, basta procurar o programa “Limpeza de Disco”. Ao executá-lo, é preciso escolher qual disco será “varrido” e confirmar. O programa listará todos os tipos de informações que podem ser excluídas sem danificar o computador.
    Esta tarefa, no entanto, não limpa todo o conteúdo que causa o bug. Para tal, é preciso entrar no programa “Executar”, também disponível na barra de pesquisa inicial. Quando o aplicativo aparecer, basta digitar o comando %temp% e confirmar. O resultado será uma janela do Explorer com todos os arquivos temporários que podem ser deletados. 
  2. Reparação a imagem de sistema: com um programa específico para tal, mas com um funcionamento razoavelmente complexo, o melhor caminho para executar essa solução é fazê-la através do Prompt de Comando do Windows.
    Aplicar a solução precisa: executar o Prompt digitando o comando CMD na barra de pesquisa inicial. No resultado, aparecerá o Prompt de Comando, mas que deverá ser executado como administrador. Para isso, basta clicar com o botão direito do mouse e escolher a opção com tal nome.
    Na sequência, é só digitar o comando abaixo, apertar enter e esperar a conclusão. Após o fim do procedimento, é necessário reiniciar a máquina para finalizar a ação.
    Comando a ser digitado: Dism/Online/Cleanup-Image/RestoreHealth 
  3. Gerenciar o arquivo de paginação: ainda que a função vise melhorar a execução de vários programas ao mesmo tempo, é possível removê-la para garantir que o Windows não preencha o disco. O caminho é:
    Painel de Controle > Exibir configuração Avançada de Sistema > (aba) Avançado > Desempenho > Configurações > Avançado (novamente) > Memória Virtual > (botão) Alterar.
    Nesta janela, é necessário desativar a opção “Gerenciar automaticamente o tamanho do arquivo de paginação de todas as unidades” e então selecionar a opção “Sem arquivo de paginação”. 

Melhorando o desempenho do PC: programas para limpar o computador 

Mesmo com as ferramentas do Windows para melhorar o desempenho do computador, algumas funções podem ser: ou complexas demais para serem realizas ou, até mesmo, cansativas para serem feitas periodicamente. 

Esses são alguns dos motivos que fazem com que empresas e desenvolvedores criem soluções em forma de programas, tentando gerenciar e organizar alguns problemas do sistema operacional da Microsoft. 

Alguns desses programas são: 

CCleaner: um dos software gratuitos mais famosos, o programa varre o computador em busca de todo tipo de arquivo que pode ser excluído sem comprometer o funcionamento. Isso não quer dizer que você pode executá-lo e pedir para ele apagar tudo, já que, em alguns casos, uma mensagem de alerta poderá surgir. Entretanto, além de categorizar todos os arquivos de modo fácil, é um programa bem seguro. 

Advanced SystemCare: assim como o anterior, ele busca por tudo o que o computador pode remover para garantir que o sistema tenha um desempenho melhor. O interessante é que o programa promete melhorar, inclusive, o próprio desempenho da internet no PC. 

Melhorando o desempenho do PC: otimizar a inicialização do sistema 

Uma das maiores reclamações dos usuários de PC é o tempo de espera na inicialização do sistema. Tal problema é tão recorrente que uma das principais características dos Ultrabooks, quando lançados, era a de garantir uma inicialização rápida (para tentar concorrer com os dispositivos com inicialização mais rápida, como os tablets e smartphones). 

Entretanto, com a recorrência do uso do computador, é comum que programas e funções acabem por instalar inicializações automáticas no intuito de facilitar a vida do usuário. Exemplo: se, ao ligar o computador, você sempre utiliza cinco ou seis programas específicos, o ideal seria cortar a ação de mandar executá-los e sim garantir que todos eles iniciem o funcionamento assim que o Windows finaliza sua inicialização. 

O problema é que, se muitos programas começam a realizar tal ação, o tempo de inicialização aumenta consideravelmente. 

Para garantir que o sistema esteja inicializando de forma rápida e limpa, basta controlar tudo aquilo que está sendo executado automaticamente quando o computador é ligado. Para tal, basta seguir para o Gerenciador de Tarefas (que pode ser acessado com o famoso Ctrl+Alt+Del, pela barra de pesquisa, digitando o nome do programa ou, com o botão direto do mouse na barra de tarefas). 

Na guia Inicializar estão listados todos os programas que são executados junto com a inicialização do Windows. Basta escolher quais deles você deseja remover, clicar com o botão direito do mouse e “desabilitar” a inicialização. Para facilitar, o Windows ainda conta com uma coluna que informa quão alto é o impacto daquele programa quando o sistema operacional é carregado. 

Autor: Marcelo Silva

Conteúdo Relacionados

Comentários (0)

postar comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Produtos em destaque

Assine nossa newsletter

Receba novidades e promoções do nosso blog em seu e-mail.

Categorias